Matriz dos Santos Cosme e Damião é restaurada num investimento de R$ 4 milhões

Postado em 11/04/2022

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 1951, a igreja mais antiga em funcionamento do Brasil, a  Matriz dos Santos Cosme e Damião, teve o altar-mor e parte de estrutura restaurada, como banheiros, área externa para café e o Museu de Arte Sacra.  A cerimônia de inauguração acontece nesta terça-feira (12), às 19h, simultaneamente à fundação de um espaço expositivo e educativo no sobrado da Casa Paroquial.

A restauração, autorizada e apoiada pela prefeitura de Igarassu, foi planejada pelo Instituto de Desenvolvimento Humano (IDH) e custou mais de R$ 4 milhões, com recursos oriundos da Lei federal de Incentivo à Cultura e o patrocínio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDS). Dentre as obras, destaca-se a modernização do altar-mor e o melhoramento das laterais da sua arquitetura externa, anteriormente danificadas.

Além disso, as peças do Museu Arte Sacra, ligados à Igreja, receberam medidas de conservação preventiva, pois possuem um alto valor histórico, sobretudo, por retratar diversos acontecimentos marcantes do passado, como as invasões holandesas no Brasil.

Também, a arquitetura imortaliza diversos elementos e traços artísticos desde a fundação da igreja, em 1535: por exemplo, o estilo maneirista — uma transição entre o medievo e o barroco — se sobressai, juntamente dos atributos jesuíticos.

 

📷 FOTO: Ivonildo Pedro


Compartilhe

Todas as notícias...